Confidencial
Subscrever Newsletter

 

Cabo Verde: Eleições autárquicas entre 17 de Junho e 15 de Julho | Jornal Digital
Lusofonia

Primeiro-ministro reune-se com partidos políticos

Cabo Verde: Eleições autárquicas entre 17 de Junho e 15 de Julho

2012-04-05 11:58:29

Praia – Quatro partidos políticos cabo-verdianos (PAICV, MpD, UCID e PTS) sugeriram esta quarta-feira, 4 de Abril, ao primeiro-ministro, José Maria Neves, a marcação das próximas eleições autárquicas entre 17 de Junho e 15 de Julho.

Essas eleições deverão ocorrer nesse período, tendo em conta que a mais recente votação para as eleições municipais em Cabo Verde aconteceu a 18 de Maio de 2008, mas a última Câmara empossada foi a da Praia (capital) a 17 de Junho, pelo que a votação tem de ser marcada quatro anos depois e 30 dias antes ou depois dessa data.

As eleições autárquicas têm de ser convocadas com 70 dias de antecedência por diploma publicado no Boletim Oficial (BO), o que significa que já não se podem realizar em Maio.

O facto do primeiro-ministro só ter começado a ouvir esta quarta-feira os representantes dos partidos políticos demonstra que as autárquicas só podem ser marcadas nesse período.

O Secretário-Geral do Partido Africano para a Independência de Cabo Verde (PAICV), Armindo Maurício, sugeriu ao primeiro-ministro que as eleições autárquicas se realizem o mais tardar até ao dia 15 de Julho.

Em declarações à imprensa após o encontro, Armindo Maurício justificou a sugestão dizendo que «o país vai entrar num período de festas juninas que são muito comemoradas pelos cabo-verdianos».

Maurício disse ainda que o seu partido não tem uma preferência específica para a data da realização das próximas eleições autárquicas, mas sugeriu que fosse depois do dia 5 de Julho (data em que se comemora a independência nacional), a fim de permitir que a campanha seja feita num período de «estabilidade emocional de menos festa e de mais reflexão».

Proposta quase idêntica teve o Presidente do Partido do Trabalho e Solidariedade (PTS), João do Rosário, que sugeriu entre 8 e 15 de Julho para a realização das próximas eleições autárquicas «para não afectar as festas juninas».

O vice-presidente do Movimento para a Democracia (MpD), Ulisses Correia e Silva, disse que o seu partido prefere que as eleições autárquicas se realizem a 17 de Junho.

O dirigente do MpD informou aos jornalistas que a sugestão do seu partido foi no sentido de ser qualquer data, desde que não coincida com as festas juninas, sobretudo as de São João, que são uma referência nas ilhas de Santo Antão, Brava e São Vicente.

Segundo Correia e Silva, durante o período das festas juninas as pessoas estarão com atenção virada para outros interesses que não sejam de índole político.

Questionado se a data de 15 de Julho não seria ideal, o vice-presidente do principal partido da oposição afirmou que seria alongar de mais o período para a marcação das eleições autárquicas.

A mesma proposta tem o líder da União Cabo-Verdiana Independente e Democrática (UCID), António Monteiro, que defendeu que se não for possível realizar as eleições a 17 de Junho, então que seja 1 de Julho.

«Excluímos o dia 24 de Junho, tendo em conta a festa de São João, com tradição muito forte em Cabo Verde», sublinhou António Monteiro.

Às eleições autárquicas de 2012 concorrem o PAICV, em todos os 22 municípios do país, MpD, em 20, com apoio a duas candidaturas independentes no Sal e em São Filipe, e a UCID em cinco municípios.

Além dos candidatos apoiados pelos partidos políticos, as sextas eleições municipais em Cabo Verde contam ainda com a concorrência de várias candidaturas independentes.

(c) PNN Portuguese News Network

Partilhar
MAIS ARTIGOS...
  Viatura da missão do UNIOGBIS sofre acidente em Bafatá
  União Africana distingue São Tomé e Príncipe pela luta contra o paludismo
  Partidos de Angola e São Tomé e Príncipe reuniram-se para revisão do quadro político
  Timor-Leste quer «mudar os modos de cooperação com Portugal»
  Guiné-Bissau: Brasil «não condiciona» a sua cooperação com os outros países
  Cabo Verde: FIC´2014 «vai marcar uma viragem nas relações empresariais»
  Guiné-Bissau: Formação para os pontos focais de direitos humanos da sociedade civil da Região de Gabú
  São Tomé e Príncipe convida parceiros internacionais para posse da Assembleia Nacional
  Cabo Verde proíbe entrada de animais provenientes de países afectados pelo ébola
  1.º Congresso de Compras Públicas decorre em Cabo Verde
  Presidente do Parlamento despede–se da ilha do Príncipe
  Técnicos nacionais debatem determinação do estatuto de refugiado na Guiné-Bissau

Comentários

Nome:

E-mail:

Comentário:


MultimÉdia
   
ERC lança discussão pública sobre «novos media»
   
Rússia inaugura rede de media em 30 cidades do mundo
   
ERC debate desafios dos media na era digital
Cartoon
Jornal Digital | Notícias em Tempo Real | Desde 1998
Hospedagem de Sites Low Cost Cabinda Digital Luanda Digital Bissau Digital Jornal de São Tomé Timor Leste Cabo VerdeMaputo Digital
Notícias grátis no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais