Confidencial
Subscrever Newsletter

 

Timor-Leste: Cerimnia de assinatura do pacto de paz | Jornal Digital
Lusofonia

Perodo de campanha presidencial comea hoje

Timor-Leste: Cerimnia de assinatura do pacto de paz

2012-02-28 17:48:47

Dli - Os candidatos presidenciais e os partidos polticos assinaram oficialmente um pacto, esta segunda-feira, 27 de Fevereiro, prometendo trabalhar em prol de eleies pacficas e no reforo da unidade nacional.

O evento, organizado pela Comisso Nacional de Eleies (CNE), tambm deu a cada candidato presidencial uma oportunidade para divulgarem os planos para o mandato.

12 dos 13 candidatos presidenciais assinaram o pacto de paz. O candidato Francisco Xavier do Amaral no pde estar presente dado que estava a receber tratamento mdico.

Os representantes dos 24 partidos polticos, ASDT, FRETILIN, CNRT, KOTA, PD, PSD, PPT, PUN, PDRT, UNDERTIM, PST, PNT, PR, PMT, UDT, PDM, PLPA, FRENTI-Mudansa, PDL, PTT, APOP, KHUNTO e PDL, assinaram um pacto de unidade nacional. O PDC no foi representado.

Como parte do acordo, os candidatos presidenciais prometeram fortalecer a paz, independentemente do resultado das eleies, bem como a apoiar o novo Presidente e membros do Parlamento Nacional.

Os participantes tambm falaram sobre as suas vises e declaraes de misso durante um debate pblico.

Os 12 candidatos presidenciais actuais, Manuel Tilman, Taur Matan
Ruak, Francisco Guterres Lu-Olo, Rogrio Tiago Lobato, Maria do Cu,
Angelita Pires, Jos Ramos-Horta, Francisco Gomes, Jos Lus Guterres,
Ablio Arajo, Lucas da Costa e Fernando Lasama de Arajo, prometeram que, caso venam as eleies, vo esforar-se para resolverem todos os problemas, de acordo com a capacidade do Estado de Timor-Leste.

O Presidente Jos Ramos-Horta disse estar a concorrer para a reeleio porque pretende fortalecer a paz e o desenvolvimento do pas.

A minha motivao a mesma de 1975, quando recebi a responsabilidade de ir para o exterior na primeira directiva do Conselho de Ministros. Nicolau Lobato confiou em mim. Durante 24 anos juntei-me queles que inspiraram a luta de Timor-Leste para ganhar a independncia e reforar a reconciliao da paz, declarou o Presidente timorense.

Jos Ramos-Horta disse acreditar que os pobres do pas continuaro a votar em si, porque muitos dos problemas do pas ainda no foram resolvidos.

Ablio Arajo disse ter visto que o povo timorense ainda sofe de vrias maneiras e que gostaria de ser Presidente para melhorar a vida das pessoas.

Ele prometeu trabalhar em conjunto com o Estado, a Igreja, a Polcia, as
foras de Defesa, ONGs e todos os povos do pas para promover o seu estado de desenvolvimento.

Francisco Guterres Lu-Olo disse que todas as pessoas sonham em ter paz e, caso seja eleito, ir traz-los das trevas para a luz.

Eu quero lutar por esta terra e para continuar a trabalhar sempre para
o meu povo. Uma das razes fundamentais de se tornar Presidente da
Repblica garantir a paz e a estabilidade no pas, referiu o candidato Francisco Guterres.

A candidata Maria do Cu disse que pretende abordar a igualdade e todos os problemas que a nao enfrenta. Sublinhou ainda que o ttum precisa de ser fortalecido como lngua nacional.

Rogrio Lobato disse que ir esforar-se para entregar democracia, justia e unidade aos cidados e que observou que, durante dez anos de independncia, a classe pobre de Timor-Leste tem sido punida pelos seus crimes mas que as pessoas com elevada posio nunca so levadas justia.

Francisco Gomes disse que tempo para as pessoas de Timor-Leste viverem em paz e deixarem de lado os problemas que esto a trazer a nao para um nvel mais baixo.

Manuel Tilman de opinio que o petrleo de Timor-Leste e as receitas do gs devem ser usadas para melhorar a vida das pessoas do Maubere e Buibere.

Jos Lus Guterres disse que pretende resolver os problemas dos idosos e melhorar a qualidade de vida dos jovens atravs de meios, incluindo o fornecimento de educao.

Lucas da Costa disse que a Constituio de Timor-Leste tem sido violada durante os ltimos 10 anos e, caso se torne Presidente, ir defender a lei da Nao.

Disse tambm querer implementar uma maior utilizao do ttum uma vez que o uso do Portugus e do Ingls constituem uma discriminao contra os timorenses que no falam esses idiomas.

Lucas da Costa de opinio que se deve levar os perpetradores dos crimes
cometidos em 1999 a um tribunal internacional e que pretende incentivar o Parlamento Nacional a rever algumas partes da Constituio da Repblica.

Angelita Pires tambm expressou as suas preocupaes com a justia, sublinhando que as pessoas que sofreram nas crises de 2006, por exemplo, ainda no foram compensadas.

A mesma candidata tambm prometeu tratar dos direitos das mulheres e crianas, entre outras questes.

Por sua vez, Taur Matan Ruak referiu que visa melhorar a vida das pessoas de Timor-Leste e que pretende dignificar todos os cidados, reconhecendo as aspiraes do povo e respeitando os pensamentos de todos os membros da sociedade.

Fernando Lasama de Arajo disse que queria ser Presidente para servir o
povo e do Estado com base na lei.

Para Rui de Arajo, caso se torne Presidente e Xanana Gusmo seja
reeleito Primeiro-ministro, os dois iro trabalhar juntos para consertar o pas.

Francisco Xavier do Amaral foi representado por Joo Correia, que disse que o prprio candidato no pode estar presente devido a um problema de sade mas que tem muita experincia que lhe ser bastante til no exerccio do cargo de Presidente.

O Presidente da CNE, Faustinho Cardozo, disse que seu escritrio no iria punir Francisco Xavier pela falta ao debate, uma vez que o evento foi destinado apenas a reunir os candidatos para que pudessem compartilhar as suas declaraes de misso.

O perodo de campanha presidencial comea oficialmente esta tera-feira, 28 de Fevereiro. A eleio ser realizada a 17 de Maro.

(c) PNN Portuguese News Network

Partilhar
MAIS ARTIGOS...
  Jornalista Mussá Baldé vence concurso FIC TV I 2016 na Guiné-Bissau
  Guiné-Bissau: Presidente da ANP vítima de lesão no tendão de Aquiles
  Tribunal Militar Superior manda reabrir processo contra Zamora Induta
  Guiné-Bissau: População de Varela ameaça boicotar reunião com empresa Poto
  Guiné-Bissau: Simões Pereira e Botche Candé regressam ao parlamento
  Guiné-Bissau: Novo programa do Governo é quase idêntico ao que foi aprovado em 2014
  Guiné-Bissau: Governo pretende elaborar orçamentos realistas
  Governo encoraja imprensa guineense a usar os seus direitos constitucionais
  Guiné-Bissau: Sedja Mam suspendeu debate radiofónico na Rádio Difusão Nacional
  Três pessoas encontradas mortas numa residência em Bissau
  Guiné-Bissau: Democracia africana deve ser encarada como uma oportunidade para o desenvolvimento
  Guiné-Bissau: Mais de 300 mil crianças estão a ser vacinadas contra o sarampo

Comentrios

Nome:

E-mail:

Comentrio:


MultimÉdia
   
Catarina Martins não fará parte do governo por falta de «condições politicas»
   
Candidaturas ao «Prémio Lorenzo Natali» para jornalistas abertas até 31 de Agosto
   
Comissão Europeia lança o Prémio de Jornalismo Lorenzo Natali 2015
Cartoon
Jornal Digital | Notcias em Tempo Real | Desde 1998
www.LojaPecasAuto.pt
Hospedagem de Sites Low Cost Cabinda Digital Luanda Digital Bissau Digital Jornal de São Tomé Timor Leste Cabo VerdeMaputo Digital
Not�cias gr�tis no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais