Confidencial
Subscrever Newsletter

 

Sara Ocidental: Activista dos direitos humanos em greve da fome ilimitada | Jornal Digital
Internacional

Aminetu Haidar, a «Gandhi» sarauí

Sara Ocidental: Activista dos direitos humanos em greve da fome ilimitada

2009-11-27 16:27:05

Lisboa – A activista dos direitos humanos sarauí, Aminetu Haidar, está em greve da fome ilimitada em Lazarote, Canárias, desde 15 de Novembro após ter sido expulsa do Sara Ocidental ocupado por Marrocos.

A 13 de Novembro, Aminetu Haidar, 42 anos, ex prisioneira politica e activista dos Direitos Humanos, foi interpelada pelas autoridades marroquinas no aeroporto de El Aaiun depois ter recusado assumir a nacionalidade marroquina quando chegava das Canárias após uma deslocação a Nova Iorque onde recebera o prémio da «Coragem Civil 2009» da fundação John Train.

Detida no aeroporto Aminetu Haidar, conhecida pela «Gandhi sarauí», foi sujeita a um longo interrogatório e isolamento sendo de seguida obrigada a embarcar num avião que a conduziu a Lanzarote sem passaporte ou outra documentação.

Segundo Rabat, Aminetu Haidar «recusara o respeito das formalidades da polícia à chegada ao aeroporto de El Aaiun, entre as quais o preenchimento do formulário de embarque onde deverá estar expresso, como exigem os regulamentos internacionais, informações sobre a sua identidade, residência e nacionalidade do viajante» as mesmas autoridades indicam que a «denominada Aminatu Haidar é titular de um passaporte e bilhete de identidade nacional marroquino».

De regresso a Arrecife, Lazarote, perante a recusa de Haidar em sair do avião sem passaporte, foi forçada pela polícia espanhola. Segundo o ministro dos negócios estrangeiros espanhol, Miguel Ángel Moratinos, Madrid teria facilitado «a sua chegada para oferecer-lhe tratamento médico».

Haidar afirma que a sua expulsão foi planeada com antecedência, e garante dispor de provas, como um cartão de embarque para o voo em que foi colocada quando da expulsão do Sara Ocidental. A passagem tinha a data original de 21 de Novembro, mas parece ter sido alterado à mão para 14 de Novembro.

Entretanto começam a afluir apoios à activista sarauí. «Se estivesse em Lanzarote, estaria contigo» escreveu o prémio Nobel José Saramago a Haidar, e acrescenta: Dás um exemplo valioso em que todas as pessoas e todo o mundo se reconhecem. Não ponhas em risco a tua vida porque tens pela frente muitas batalhas e para elas és necessária. Os teus amigos, e os amigos do teu povo, defender-te-mos em todos os foros que forem necessários». A 21 de Novembro cerca de quatro centenas de pessoas manifestaram-se em Lazarote em solidariedade com Haidar que reagiu, via telefone, agradecendo o apoio e informando que «nas zonas ocupadas» estão «mais de 300 mulheres em greve da fome» pela mesma causa.

A conhecida activista Aminetu Haidar já recebeu vários prémios internacionais pela defesa dos direitos humanos no Sara Ocidental: Prémio Robert F. Kennedy 2008 dos Direitos Humanos, Prémio Silver Rose Award 2007 (Áustria); 2006 Juan Maria Bandres Human Rights Award (Espanha). Recebeu também o prémio Andrei Sakarov Award e o prémio Ginetta Sagan Fund Award de Amnesty International (secção dos EUA).

(c) PNN Portuguese News Network

Partilhar
MAIS ARTIGOS...
  EUA: Bactéria mortal «escapa» de laboratório de alta segurança
  François Hollande em visita às Filipinas
  EI: UNESCO convoca reunião de emergência após destruição de esculturas
  Carrasco de decapitações do Estado Islâmico é britânico de 26 anos
  O «Fórum Melhores Práticas em África» arranca esta quinta-feira
  Eddie Routh condenado a prisão perpétua pelo homicídio do «Sniper Americano»
  Estado Islâmico sequestrou 90 cristãos na Síria
  Activista portuguesa Isabel Lourenço foi expulsa do Saara Ocidental
  Criança bombista de sete anos faz-se explodir e mata cinco pessoas
  Casal de milionários indiano deixa fortuna a macaco de estimação
  Jovem de 14 anos detida quando se ia juntar ao Estado Islâmico
  Paquistão: Quatro membros de equipa de vacinação encontrados mortos

Comentários

Nome:

E-mail:

Comentário:


MultimÉdia
   
Madeira: 9 partidos e 3 coligações entregaram listas
   
Quase 70 jornalistas perderam a vida em 2014
   
Colunista do «The New York Times» faleceu na redacção do jornal
Cartoon
Jornal Digital | Notícias em Tempo Real | Desde 1998
Hospedagem de Sites Low Cost Cabinda Digital Luanda Digital Bissau Digital Jornal de São Tomé Timor Leste Cabo VerdeMaputo Digital
Notícias grátis no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais